Home / POLÍTICA / Pré-candidatura de Contarato abre corrida para formação de chapas no PT

Pré-candidatura de Contarato abre corrida para formação de chapas no PT

A lista de postulante ao Palácio agora tem mais um nome, a lista tem: o atual governador Renato Casagrande, Erik Musso REP, Carlos Manato PL, Fabiano Contarato PT, Guerino Zanon MDB, Audifax Barcelos REDE,

Com a assinatura do livro do PT pelo senador Fabiano Contarato, na noite desta segunda-feira (21), passando a pré-candidato ao governo nas eleições de outubro, potenciais candidatos a deputado federal, estadual e ao Senado ampliam a busca para reforçar as articulações, a fim de garantir a indicação de seus nomes para as chapas que serão formalizadas em meio a atritos para a formação da federação partidária da legenda. O ato será realizado na sede do partido, restrito a membros da executiva estadual.

O lançamento da pré-candidatura ocorre no momento em que o PT se afasta do PSB, no campo nacional, e se aproxima de outros partidos, como o PV, que poderá acomodar o ex-governador paulista Geraldo Alckmin, indicado como vice na chapa presidencial de Lula, líder nas pesquisas eleitorais. No Espírito Santo, o cenário é semelhante, em decorrência da resistência do governador Renato Casagrande à aliança PT-PSB.

A já esperada pré-candidatura do senador Fabiano Contarato ao governo do Estado, anunciada nesse sábado (19), sacode o cenário político, a oito meses das eleições de outubro e, ao mesmo tempo, demonstra que divergências internas e entre aliados deixam o PSB do governador Renato Casagrande em um viés de isolamento, por conta de dificuldades impostas à formação de uma federação partidária com o PT. Essa constatação se faz no plano nacional e também entre lideranças no Espírito Santo.

A gota d’água nas complicadas articulações ocorreu por meio de declarações consideradas ofensivas de Casagrande endereçadas ao PT, ao reagir às críticas por ter sido o anfitrião do presidenciável Sergio Moro (Podemos), em visita ao Estado, pelo fato de o ex-juiz ter sido declarado parcial pelo Supremo Tribunal Federal (STF) nos processos da Lava Jato, que levaram o ex-presidente Lula à prisão. Juntadas a outros fatos, geraram descontentamento na cúpula do partido, que já articula aliança com o PV, reduzindo a possibilidade de uma federação com o PSB.

Para o Senado, os dois nomes mais cogitados nas correntes internas do PT são de Célia Tavares, que já concorreu ao Senado e à Prefeitura de Cariacica, e Reinaldo Centoducatte, ex-reitor da Universidade Federal Espírito Santo (Ufes) e ex-presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).

A chapa para a Câmara Federal tem como certo o nome do deputado Helder Salomão (reeleição); da Jackeline Rocha, presidente estadual do partido; do petista histórico Perly Cipriano; e do “novato” Rafael Primo, ex-candidato a prefeito de Vila Velha em 2020, pela Rede, com o apoio do senador Contarato, então no mesmo partido. E ainda o ex-deputado estadual Genivaldo Lievori e a militante Nilde Bispo.

São nomes que circulam nos bastidores, que podem ser confirmados ou deslocados para outros cargos.

Já para a Assembleia Legislativa, são relacionados a deputada estadual Iriny Lopes (reeleição); o ex-prefeito de Vitória e ex-deputado federal João Coser; o professor Roberto Carlos; o vereador de Cariacica, André Lopes; e o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura, Júlio Cézar Mendel.

O Diretório Estadual do PT optou por formalizar a pré-candidatura em um evento restrito, transmitido em rede social, com um único tema na pauta, “lançamento da pré-candidatura de Contarato”, com transmissão nas redes.

O que se comenta nos bastidores da politica capixaba é que quem perde com a chegada de Contarato na disputa é o atual governador Renato Casagrande.

Sobre Adeilson

x

Check Also

Sérgio Meneguelli é destituído da disputa pelo Senado, deve disputar ALES

O ex-prefeito de Colatina Sérgio Meneguelli não vai mais disputar a única vaga pro Senado ...

Sem poder de negociação Rigoni desiste da disputa ao Palácio Anchieta

O deputado federal Felipe Rigoni tinha uma missão quase impossível, que se tornou de fato ...

As dificuldades nas costuras da política capixaba

Os bastidores da política capixaba se mostra tenebroso para algumas lideranças que estão se aventurando ...