Home / DESTAQUE / MST – ES comemora 33 anos do assentamento Castro Alves

MST – ES comemora 33 anos do assentamento Castro Alves

Pedro Canário – ES

Na madrugada de 03 de maio de 1988, na cidade de Pedro Canário, norte do estado, um grupo de trabalhadores rurais, descendentes de mineiros, baianos e militantes da Reforma Agrária, com ferramentas de trabalho, entre elas: foice, facões e enxadas, com um sonho de serem capazes de produzir seu próprio sustento, ter sua liberdade e uma vida digna e melhor derrubaram a cerca de um dos maiores latifúndios em Pedro Canário e plantaram a bandeira da Reforma Agrária e assim nasceu o Assentamento Castro Alves.

Inicio das atividades do MST onde hoje é o assentamento Castro Alves

Cortado pela ES 209, com distância estimada em 20 quilômetros da sede do município, o Assentamento Castro Alves é territorialmente o maior assentamento do estado (1.503 hectares de terra) e conta com 280 famílias residindo atualmente (dados do Incaper), com o puncionamento na economia pela produção agrícola de café, pimenta e hortaliças.

As famílias chegando para a construção de um sonho

A educação rural do Assentamento Castro Alves é referência, a Escola Três de Maio ficou em primeiro lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) no município de Pedro Canário. Da educação infantil ao ensino médio, as crianças, jovens e adolescentes do assentamento aprendem os bons ensinos de cidadania e qualificação profissional.

O maior assentamento do MST no ES

“Aproveito a oportunidade para parabenizar todos os moradores do Assentamento Castro Alves, pelos 33 anos de criação. Muitas conquistas foram alcançadas desde a sua fundação, e temos lutado para entregar um serviço digno para todas as famílias da comunidade” – disse o prefeito Bruno Araújo.

“A Prefeitura de Pedro Canário tem investido na qualidade de vida dos moradores do Assentamento Castro Alves, com a implantação de barraginhas, reforma do Ponto de Apoio a Saúde, distribuição de alimentos do PAA, patrolamento das estradas vicinais e diversas frentes de trabalhos. Tudo isso é de se comemorar” – destacou o vice-prefeito e secretário de Agricultura Kleilson Rezende.

O professor e morador José Odonio Cardoso comemorou a data. “Hoje, passados 33 anos, de desafios, de lutas diárias, mas de muitas e lindas vitórias, estamos aqui para celebrar as conquistas, de termos uma comunidade unida que tem a posse da terra. Parabéns aqueles que acreditaram que é possível ter um pedaço de terra para viver, plantar e colher,” – comemorou.

Colaboração Daniel Viana

Sobre Gildo Ramos Cunha

x

Check Also

“Acidade do futuro” com uma ciclovia que não terminou, risco para quem trafega ao dia ou a noite

Uma obra pra enganar a população que mora no Residêncial Rio Doce em Linhares, uma ...

Bicicleta ê transportada por carona de moto

Uma dupla que trafegava na estrada do Pontal, no sentido Centro de Linhares leva uma ...

O deputado estadual Bruno Lamas quer proibir votações de requerimentos que possam homenagear, exaltar ou celebrar: a violação dos direitos humanos, o nazismo, a ditadura, dentre outros temas

A Assembleia Legislativa cancelou hoje (30) a sessão especial em comemoração aos 58 anos da ...