Home / DESTAQUE / Governo do ES vai recorrer contra decisão de volta às aulas no estado

Governo do ES vai recorrer contra decisão de volta às aulas no estado

O governo do Estado afirma que vai recorrer na Justiça de decisão que determinou que as aulas presenciais voltem a ser realizadas nas cidades capixabas, independente da classificação de risco do município. A liminar foi proferida na tarde desta terça-feira (20).

O governo diz que reconhece a importância do sistema de educação, mas ressalta que decisões mais restritivas foram necessárias para enfrentar um momento de alta taxa de transmissão e ocupação de leitos no Estado.

“Reforça ainda que todas as medidas são tomadas de acordo com o Mapa de Risco, que é a referência dos indicadores da doença no Espirito Santo. Acrescenta que na última semana anunciou a flexibilização às regras relacionadas à educação para os municípios classificados no risco alto e decidiu antecipar a vacinação dos professores. De qualquer forma, a fim de preservar a higidez do programa de enfrentamento à pandemia no Estado, a PGE irá recorrer da decisão”, diz o governo por meio de nota.

O governo do Estado afirma que vai recorrer na Justiça de decisão que determinou que as aulas presenciais voltem a ser realizadas nas cidades capixabas, independente da classificação de risco do município. A liminar foi proferida na tarde desta terça-feira (20).

O governo diz que reconhece a importância do sistema de educação, mas ressalta que decisões mais restritivas foram necessárias para enfrentar um momento de alta taxa de transmissão e ocupação de leitos no Estado.

“Reforça ainda que todas as medidas são tomadas de acordo com o Mapa de Risco, que é a referência dos indicadores da doença no Espirito Santo. Acrescenta que na última semana anunciou a flexibilização às regras relacionadas à educação para os municípios classificados no risco alto e decidiu antecipar a vacinação dos professores. De qualquer forma, a fim de preservar a higidez do programa de enfrentamento à pandemia no Estado, a PGE irá recorrer da decisão”, diz o governo por meio de nota.

A decisão para o retorno das aulas foi assinada pela juíza Sayonara Couto Bittencourt, da 4ª Vara da Fazenda Pública Estadual, Municipal, Registros Públicos, Meio Ambiente e Saúde de Vitória e vale para as escolas da rede pública e privada.

Atualmente, por decreto do governo do Estado, as aulas presenciais estão suspensas em cidades classificadas com risco extremo e alto para contaminação pelo novo coronavírus – hoje, são 69 cidades sem aula presencial (30 no risco extremo e 39 no alto).

A magistrada decidiu por suspender efeitos do decreto e da portaria do governo do Estado, que determinam a suspensão de aulas presenciais em cidades de risco alto e extremo, e declarou essencialidade do direito à educação.

Fonte: tribuna online.

Sobre Gildo Ramos Cunha

x

Check Also

O eleitor terá até o dia 04 de maio regularizar seu cadastro eleitoral

Os eleitores terão até o dia 04 de maio para cadastrar pelo primeira vez ou ...

O ministro da Educação, Milton Ribeiro estará em Pedro Canário para início das obras do IFES

Bruno Araújo recebe nesta sexta-feira o ministro de Educação Milton Ribeiro para o lançamento da ...

Vereadora da Serra Raphaela Moraes participa de evento de proteção dos animais em Linhares

A vereadora da Serra Raphaela Moraes , reconhecida no Estado pelo trabalho que desempenha em ...